Pilares

Gestão Emocional

A mulher tem a facilidade para sentir, expressar suas emoções e isso é lindo. Ela chora com a mesma facilidade que rir, fica com a cara fechada de raiva, sente a ansiedade como borboletas no estômago, enfim… são muitas emoções num só dia. Sentir as emoções é incrível porque é nosso SER-humano, não somos robôs. Só que… as emoções podem mover o comportamento, as escolhas e deste modo definir caminhos a serem trilhados. Saiba que elas (as emoções) podem e devem ser sentidas, entretanto não devem dominar o modo de viver. Desenvolver a habilidade de gerenciar as emoções, praticar a gestão emocional, faz com que a mulher mantenha firme suas convicções, metas e propósitos, sem ser roubada em sua identidade.

Autoconhecimento e conexão com a essência autêntica

Cada mulher carrega em si uma essência autêntica, única. Um valor inestimável, mas que pode ter sido encoberto pelas vivências difíceis da vida, como abandono, traição, rejeição, humilhação e injustiça. A notícia boa é que a qualquer momento essa mulher pode descobrir através do autoconhecimento esse valor pessoal precioso e viver sem comparações com outras pessoas, sem aquele sentimento de estar perdida.

Amor próprio

O amor é a base da segurança interna. Sem ele a mulher pode entrar em ciclos destrutivos de autossabotagem, carência emocional que pode deixá-la suscetível à relacionamentos abusivos,baixa autoestima e baixa autoconfiança. O amor próprio empodera a mulher para ter e dar limites protetivos, impulsiona a cumprir seus ideais de acordo com seus valores. Amor edifica e a falta dele destrói. Desde modo é tão importante resgatar e desenvolver o amor próprio